Capítulo 1 – Parte 2: Thomas

Thomas colocou a garrafa de água sob o criado mudo que ficava à esquerda da porta, largou os chinelos no chão e tirou o casaco, o colocando novamente no cabide. Parou por alguns instantes olhando para a janela a distância. Foi se aproximando da mesma lentamente, talvez com a esperança de que realmente não tivesse sido apenas sua imaginação e que as pessoas estranhas pudessem ser avistadas novamente da janela de seu quarto.

Continuar lendo

Capítulo 1 – Parte 1: Thomas

Ouviam-se passos apressados em meio aquela rua escura e deserta. Já era passada meia noite, e as pessoas do bairro mantinham o velho hábito de dormir cedo. Apenas Thomas bisbilhotava pelas frestas da janela de seu quarto aquelas 3 pessoas caminhando de forma aflita e que aparentemente buscavam por algo.

Continuar lendo